O amor pelo bordado me faz estar sempre renovando, experimentando a combinação das técnicas. A busca pelo novo me fez ter uma ideia. Resolvi incrementar o bordado húngaro com o quilting. Neste momento convido vocês para adentrar neste mundo de ressignificação e beleza.

O bordado húngaro e quilting apoiam-se nas características de ambas as técnicas:

  • Simetria e desenhos espelhados;
  • Ponto cheio e suas variações;
  • O bordado deve ser fiel ao risco;
  • Pode-se utilizar pontos decorativos como haste, nó francês, e outros;
  • O bordado deve ser limpo, avesso perfeito, sem nós;
  • Utiliza-se linha dupla torcida, grossa, 100% algodão, sem brilho;

O quilting acolchoa a peça, dá ainda mais alto relevo no bordado trazendo textura no tecido.

São técnicas que se completam, uma contribui com a outra assim como a caneta para o escritor, a linha para a bordadeira, a música para a bailarina. 

Então eu te convido a experimentar e vivenciar o Bordado Húngaro e o Quilting, divirta-se a capa ponto, entregue-se a arte, e faça tudo para agradar o seus olhos e seu coração.